Tudo se processa à velocidade da luz

Fez ontem precisamente dois meses que a Cyan abriu portas. Parece que estou lá desde sempre. Conheço os meus clientes pelo nome, tenho flores por todo o lado, espelhos encostados, amigos nas redondezas, almoços marcados. Não sei se ainda estou a “fazer a casa” ou se já lá estou. A crise existe mas, com ajuda, o projecto anda. Muitas encomendas, peças novas, joalheiros e curiosos que vão descobrindo e aparecendo. E da novidade passa-se à rotina. E não o digo como se fosse uma coisa má!

Há cerca de uma semana descobri um conjunto de três bolas, no Lidl. São bolas de massagem e imediatamente tive que as comprar. Porquê? Se não fossem elas, não estava aqui:

Há uns cinco anos e meio, estava na altura do Natal e eu estava em plena Fnac. Com o stress de escolher um presente para me darem, peguei no primeiro livro giro que me apareceu à frente, “Nova Joalharia“. Fiquei tão curiosa – as primeiras incursões no meio tinham ficado para trás com a Psicologia, e continuava a querer muito aprender qualquer coisa – que abri o embrulho e comecei a ler. De todas as técnicas fabulosas houve uma que me prendeu a atenção: era um molde feito em silicone a partir da tal bola (que comprei no Supermercado) e umas pregadeiras feitas em resina a partir daí. Obcecada que sou por materiais e técnicas, fui logo à procura de tudo o que precisava e lá encontrei. Fiz moldes de todos os tamanhos, experimentei todas as técnicas de fazer resinas, cores, acabamentos, até esgotar completamente o que havia para descobrir. Durante dois anos dormi paredes meias com um quarto a tresandar a resina. Ninguém podia com aquilo. Pulseiras por todo o lado, anéis…Enfim. Cada vez que partia uma ficava furiosa e só pensava que gostava de saber soldar para conseguir de alguma forma aplicar prata àquelas que partia.

Quando entreguei a tese de psicologia no ISPA, já estava desesperada. A minha cabeça estava a rebentar e não conseguia pensar em nada. No ano seguinte iria discuti-la e procurar emprego. E claro que nessa altura já eu odiava dar consultas e estava morta por trabalhar novas técnicas relacionadas com as resinas. Algo leve. Fiz dois workshops nesse ano. Um que se chamava “Como pensar um anel?”, dado pela Cristina Filipe, no Ar.Co e outro de resinas e acrílicos, na Contacto Directo. Como, acabado o Verão, se avizinhavam uns meses até defender a tese, decidi inscrever-me num curso (e claro, secretamente estava a rezar para que nunca defendesse a tese e pudesse fazer o curso todo) de Joalharia. Depois veio a questão da escola…Eu não tinha grandes critérios e não percebia nada de nada. Por outro lado, a minha mãe percebia. Convenceu-me que desse lá por onde desse, só havia uma hipótese: o Ar.Co. Era onde se formavam artistas, onde havia fotógrafos e pintores e escultores, etcetc. E lá fui. O que era para serem uns meses foram um ano. Doeu pensar que ia descansar a cabeça e perceber o que é a Joalharia Contemporânea. Perceber que ia ter de pensar. E muito. Que ia trabalhar mais com o cérebro do que com as mãos. Depois entrou-me finalmente na cabeça e percebi que não podia ter sido de outra forma. Acabei por dar uso ao curso de Psicologia de uma forma totalmente inesperada, e acabei por fazer o curso de 3 anos. E pensar, e estudar e procurar cada vez mais longe. E de repente, aqui estou, com uma oficina, uma estagiária, colegas e alunas!

Voltando um pouco atrás: entrar no mundo da Joalharia Contemporânea? Pensar uma jóia? Está prometido: discussão para o próximo post!

(vou fazer um scan do livro com a tal bola do molde para vos mostrar o início de tudo🙂 )

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s